Também

Tintura mãe passiflora

Tintura mãe passiflora



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Tintura mãe passiflora


Passiflora L. pertence à família Passifloraceae e pode ser apresentada em mais de quatrocentas variantes diferentes; são plantas herbáceas a poucos metros (não mais que seis) e ricas em arbustos, disponíveis durante todo o ano. O nome "passiflora" - adotado por Linneo em 1753 - é composto pelos termos latinos "flos", flor e "passio", significando paixão, e foi cunhado por um grupo de missionários jesuítas no século XVII. Os frades, de fato, notaram certa semelhança entre a aparência nodosa do caule da flor da paixão e alguns símbolos religiosos que se referiam precisamente à paixão de Cristo. A chamada "flor da paixão" costuma aparecer como um arbusto de escalada altamente ramificado, capaz de sobreviver mesmo em situações extremas devido a essas características. Originalmente da América Latina, apesar de sua predileção por climas subtropicais particularmente quentes, a Passiflora é atualmente cultivada com sucesso também na Itália, especialmente na variante "Passiflora Caerulea", uma das mais resistentes, capaz de combater o frio do inverno. Sendo uma planta trepadeira com flores bastante grandes e coloridas, de aparência agradável, a flor da paixão é frequentemente usada como planta decorativa de jardim; no entanto, ele desempenha suas principais funções principalmente nos campos fitoterápico, homeopático e fitoterápico (a fitoterapia é a ciência que visa tratar patologias médias a leves, explorando as propriedades benéficas de plantas, flores e ervas).

Onde encontrar flor de maracujá



Encontrar a flor da maracujá é muito simples, pois atualmente esta planta está no mercado como uma preparação à base de plantas, tanto na forma de cápsulas ou comprimidos (sozinhos quanto em combinação com outras plantas com efeito semelhante), tanto na forma de extrato seco e fluido, chá de ervas e não menos importante, tintura-mãe, que é dada em gotas. Conhecida e usada desde os tempos antigos devido às suas reconhecidas propriedades benéficas, a flor da paixão é atualmente usada como uma alternativa aos medicamentos calmantes - os chamados ansiolíticos - precisamente porque uma de suas principais propriedades é o efeito calmante e calmante do sistema nervoso central. Esta propriedade importante, particularmente adequada ao frenesi dos tempos modernos (de fato, os sedativos são os medicamentos mais vendidos no mundo ocidental após a aspirina), é dada pelos flavonóides, que a flor da maracujá contém em grandes quantidades e que lhe permitem realize sua preciosa ação calmante em estados alterados, caracterizados por raiva, medo e nervosismo. Se tirada na noite anterior à hora de dormir, a flor da maracujá mostra-se um valioso aliado do bom sono: ajuda a combater a insônia nervosa, facilitando um descanso tranquilo e evitando os frequentes despertares noturnos que frequentemente caracterizam pessoas ansiosas. Além disso, se tomado nas doses e nas modalidades recomendadas, o maracujá é quase desprovido de efeitos colaterais e pode até ser tomado por longos períodos, sozinho ou em associação com gotas ou comprimidos médicos, uma vez que não interfere de forma alguma com sua ação.

Por que usá-lo



Como mencionado acima, a flor da paixão é indicada para aliviar todos os transtornos de estresse que prejudicam a qualidade de vida, arruinando os dias - e as noites - de pessoas sujeitas a ritmos frenéticos que não são capazes de suportar. Como para curar a ansiedade, a agitação e o nervosismo, é necessário não apenas intervir nos mecanismos que os determinam, mas também descansar bem durante a noite para enfrentar da melhor maneira os compromissos do dia, a primeira ação da flor da paixão é justamente facilitar o descanso noturno: tomar constantemente pelo menos meia hora antes de dormir, o maracujá torna o sono mais profundo e duradouro, adiando o despertar naqueles indivíduos cuja insônia é caracterizada precisamente por um despertar matinal. As gotas mãe de corante são a preparação que se presta bem ao objetivo, sendo fácil de tomar, mas também de dosar, dependendo da necessidade. Na verdade, ele pode ser usado tanto como um remédio de choque, a ser tomado quando necessário em situações de sofrimento e desconforto específicos, quando você precisa enfrentar testes importantes que você sente despreparados (um exame, uma reunião, uma discussão com seu chefe, um debate público), tanto como um remédio preventivo que ajuda a lidar com mais serenidade com um período particularmente crítico da vida. O uso do maracujá também beneficia todas as pessoas excessivamente emocionais, que podem querer enfrentar a vida cotidiana com maior serenidade, e aquelas que sofrem de distúrbios psicossomáticos relacionados à somatização da ansiedade e do estresse, como dor de cabeça, gastrite, asma e náuseas. Por fim, essa planta também é considerada um antidepressivo leve, pois ajuda aqueles que sofrem, aqueles que estão angustiados ou preocupados em encontrar alguma serenidade e, acima de tudo, talvez seguir em frente.

Dosagem


Geralmente o maracujá é encontrado na fitoterapia em frascos de corante mãe de cinquenta mililitros, todos equipados com um conta-gotas conveniente. As gotas devem ser tomadas diluídas em água - também usada para dissolver o álcool contido na preparação - em uma quantidade que pode variar de vinte a cinquenta gotas por dia, em solução única ou duas vezes ao dia, à tarde e noite antes de dormir. A flor de maracujá é frequentemente associada a outras ervas com efeito semelhante (limão, melissa, valeriana etc.), que amplificam e fortalecem sua ação.